domingo, 18 de junho de 2017

Troll Cat

Opa, galerinha! Turu bom? Merynho está de volta com novo computador, então sintam-se a vontade para me mandar algo no e-mail ou twitter para vir parar nesse site lindinho de doente!

O mundo é cheio de umas histórias bizarras, sejam elas com protagonistas humanos ou animais ou sei lá, chupa-cus. Não é só aqui no Brasil que temos umas histórias bizarras no folclore, e um exemplo muito bom disso é o Troll Cat, que vem lá do folclore escandinavo.


Troll Cat seria algo como um servo das bruxas. Ele pode vir parecido com uma bola ou bola de fios ou um coelho ou lebre e até mesmo na forma de um gato normal. A diferença deles é que quando o troll cat é no formato de uma bola é que mesmo que você mate ele não terá efeito na bruxa que o invocou, mas o que for mais parecido com um gato quando maltratado, a bruxa sentirá o mesmo.
Esses bichinhos peculiares roubam leite das vacas e levam para a sua dona, provavelmente uma bruxa, e colocam humildemente em suas vasilhas. Também roubam creme dos vizinhos e levam para suas casas.
Quando a bruxa morre o seu troll cat tem que ser enterrado com a mesma, se não for feito isso ela se levantará de sua tumba e perambulará pela terra até achar o seu bichano.


terça-feira, 13 de junho de 2017

Você já foi para 7Além/Cetealém/Setealém?

Opa, galerinha! Turuuuuuuu bão?
Esses dias recebi um tweet da @bxxnziino falando para escrever sobre um tal de Setealém. Como ando meio distante das paradas da internet pois meu computador está uma tristeza - e por isso a falta de postagens -, fui dar aquela pesquisada na suavidade, pois não fazia a mínima ideia do que se tratava e acabei descobrindo essa parada que tem a ver com tempo/espaço/dimensão.

Há um tempo atrás um escritor e roteirista chamado Luciano Milici relatou nos comentários de uma postagens do BuzzFeed (LINK DA POSTAGEM AQUI) uma experiência um tanto peculiar que teve em 1994, fazendo com que várias outras pessoas se pronunciassem para contar histórias parecidas com a sua. Todas elas tinham a ver com um lugar que não sabemos muito bem explicar o que é ainda, mas a palavra Setealém é quase sempre mencionada. O local seria como um bairro enorme parecido com a nossa "dimensão" e também não está em um lugar específico e o tempo as vezes pode ser "meio bugado". Algumas horas aqui podem ser dias lá e uma ligação que aconteceu dias depois em Setealém pode chegar dias antes aqui.

Os principais relatos que tem no site de Milici vieram do Orkut, que foi quando ele começou, há uns 10 anos atrás, uma comunidade para ver se tinha mais gente com experiências neste lugar misterioso chamado Setealém.

Relato de Luciano Milici:


terça-feira, 23 de maio de 2017

TSUKI Project



TSUKI project surgiu há um tempo na internet prometendo um novo sistema chamado LFE e espalhando rumores de que esse sistema em que estamos introduzidos, chamado LIFE será destruído pois consome muita AURORA - um tipo de energia.
Para quem já viu Black Mirror, pode lembrar um pouco o episódio de San Junipero, onde um mundo virtual guarda nossas almas depois de mortos com o corpo de nossa juventude. O site de Tsuki promete algo parecido, tendo regras bem simples:


"Você está prestes a se registrar no TSUKI Project e o seu experiemnto. Isso consiste em:

  • "Você vai ser transferidor para o Sistema LFE depois de sua morte se:
    - Sua alma não quebrar (apesar disso ser muito difícil de acontecer a não ser que você passe por muita pressão);
    - Você não pode morrer antes do dia 1º de Julho de 2017
  • Você vai perder seu corpo e receberá um novo (será parecido com o seu corpo na LIFE);
  • Você vai viver uma nova vida em LFE;
  • Você vai manter todas suas memórias de quando você morrer.
Note que as memórias perdidas (como Alzheimer ou outra dano cerebral, propagado por 28 horas ou mais, fará com que seja impossível levar essas memória perdidas);

  • Você poderá deslogar até que LIFE sejá unlinked.
Se registrando você entende que isso requere que TSUKI olhe a sua ID de alma e faça uma EID para isso. Você também entende que esse protocolo é testado e muito seguro, ele não é perfeito e pode ter alguns problemas. Nós vamos te dar segurança, contanto, se algo der errado."


Na página inicial do site há uma imagem de Lain, do anime Serial Experiments Lain que trata de um assunto parecido com o TSUKI Project.
Tsuki aparentemente é como se fosse um informante dos dois lados, que interliga as informações entre esse sistema e o LFE. Ele costumava postar bastante em fóruns como 4chan e outros do tipo, mas as pessoas começaram a especular que seria um tipo de culto de suicídio ou algo assim, apesar de ter várias notas no site dizendo para não cometer suicídio, pois seria uma memória ruim que você carregaria no sistema LFE.

Há alguns vídeos no youtube e posts em fóruns tentando descobrir do que se trata, mas por enquanto ninguém sabe ao certo qual é o objetivo do projeto além do que temos no site.

Para se registrar no TSUKI Project é bem simples: você faz um desenho e escreve um código que ele te dá para localizar a sua alma e depois você manda para o site. Se você for aprovado eles te mandam sua EID por e-mail. Agora tem a opção de logar com sua EID e vocễ tem acesso a algumas informações a mais.

Espero que o projeto cresça e logo tenhamos respostas para nossas dúvidas.

E-mail
meryhisdead@live.com
Twitter
Instagram
Tumblr
Facebook

quarta-feira, 29 de março de 2017

#Indicação Game: Sara is Missing | A escolha é sua!


Olá criançada, tudo bom? Esses dias me deparei com um jogo bastante interessante para celular com a temática de horror/terror e me lembrou bastante outro que já joguei faz um tempo. Alguém aqui já ouviu falar de Emily is Away? Se não, o game se passa numa plataforma parecida com o de um computador antigo e a história se baseia num programa parecido com o msn. Você joga em mais ou menos 40min e tudo o que você tem que fazer é dialogar com uma garota. É um jogo meio triste e a temática é mais relacionamento, diferente de Sara is Missing que faz a gente pensar: ISSO É MUITO BLACK MIRROR, MEO.

segunda-feira, 27 de março de 2017

#Indicação HQ: Dominic Reider

Fala, criançada! Tudo bom?

Hoje trago a vocês um dos projetos de horror mais fodas que vi ultimamente. Tudo começou com uns desenhos no instagram e de tanto a gente perturbar a escritora/desenhista, ela finalmente atendeu a nossos pedidos!

Dominic é um homem perturbado, sádico, necrófilo e tudo o que há de escroto e que a gente gosta na ficção desse mundo perturbador do horror. Como sabemos, o ócio é um ótimo brinquedo para o diabo e Dominic conheceu o seu lado mais obscuro num dia qualquer e entediante quando um casal passava pela floresta perto de sua casa...